APRENDENDO O CONTENTAMENTO-Filipenses 4:13

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

APRENDENDO O CONTENTAMENTO-Filipenses 4:13

Mensagem por Lucianocga em Sex 2 Maio 2008 - 23:14




Aprendendo o Contentamento

por Luciano Subirá

“Alegrei-me,
sobremaneira, no Senhor porque, agora, uma vez mais, renovastes a meu favor o
vosso cuidado; o qual também já tínheis antes, mas vos faltava oportunidade.
Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e
qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e
em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de
fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me
fortalece. Todavia, fizestes bem, associando-vos na minha tribulação”. -
Filipenses 4:13


Quando você
examina o contexto desta afirmação feita por Paulo, percebe que ele estava em
tribulação, ou seja, necessidades materiais. Os irmãos interviram com uma
ajuda, uma oferta amorosa para seu sustento, e ele lhes diz que ela veio de
encontro à sua necessidade do momento, ou como ele mesmo denomina: pobreza. Mas
o apóstolo não reclama da privação, mas diz que aprendeu a viver contente em
toda e qualquer situação.


Observe isto: ele aprendeu o contentamento, o que significa que no início de sua carreira
cristã ele não o possuía. E onde foi que ele aprendeu a exercer esta virtude?
Em meio a abundância ou à falta? É claro que na falta, pois são em
circunstâncias como esta que Deus trata conosco.


Quando chegou a provisão enviada pelos irmãos filipenses, Paulo teve a vitória sobre a
privação e necessidade, mas ele não apenas venceu, ele foi mais que vencedor!
Ele venceu e aprendeu o contentamento. Aprendeu que sua alegria em Deus
independe do que acontece do lado de fora e deve estar presente em toda e
qualquer situação. Aprendeu que não são as circunstâncias que devem reger
nossos sentimentos, mas sim a confiança no Deus da nossa vitória. Ele foi
tratado pelo Senhor a ponto de se desapegar completamente das coisas materiais
e viver contente pelo fato de que Deus é maior do que nossos problemas e
intervém neles.


Paulo ainda diz que tinha experiência em tudo, tanto na fartura e abundância como na falta
e escassez, mas que não interessava que tipo de situação ele passava, pois ele
podia todas as coisas naquele que o fortalecia: Deus.


E vemos claramente que poder todas as coisas não é deixar de passar por tribulações,
nem tampouco vencê-las tão imediatamente cheguem, mas suportá-las paciente e
confiantemente sabendo que a vitória do Senhor é certa e que ela chegará a
tempo.


A única forma de não nos deixarmos envolver pela ganância é deixar a Palavra de Deus
prevalecer em nossos corações. E o que as Escrituras Sagradas mais ensinam no
que tange as coisas materiais, é que devemos viver com contentamento. Nosso
coração não deve ser preso pela ganância, mas sustentado pelo contentamento:


“Seja a vossa vida isenta de ganância, contentando-vos com o que tendes; porque ele mesmo
disse: Não te deixarei, nem te desampararei”. - Hebreus 13:5



O contentamento é o oposto da ganância, que é insaciável. Não é apenas um
conselho, e sim o padrão que Deus ordena aos seus filhos.


“...não ambicioneis coisas altivas mas acomodai-vos às humildes”. - Romanos 12:16

Entre os poucos registros que temos nos Evangelhos do teor da pregação de arrependimento
proclamada por João Batista, ele está tocando no assunto do contentamento:

“Também soldados lhe perguntaram: E nós, que faremos? E ele lhes disse: A ninguém
maltrateis, não deis denúncia falsa e contentai-vos com o vosso soldo”. - Lucas 3:14


Contentar-se com o soldo (ou salário) era a base de caráter que aqueles soldados romanos
necessitavam para não errarem em outras áreas. Muitos de nossos desvios de
conduta originam-se na falta de contentamento. Precisamos deixar Deus
reformular nossos valores. Temos que ter limites em nossos anseios; quando
queremos desesperadamente alcançar o que não podemos, é porque já entramos no
território da ganância.


O contentamento não inunda nosso coração só porque fizemos uma oração nesse
sentido. Ele vem dentro de um processo de mudança de valores. E este processo é
desencadeado quando começamos dar ouvidos ao que a palavra de Deus diz sobre o
assunto. A única forma pela qual a ganância será tratada é mediante a renovação
de nossa mente pela Palavra de Deus. É necessário meditar nas porções bíblicas
que tratam do assunto; decorá-las, falá-las sempre. É preciso orar sobre elas,
pois o contentamento é algo que se aprende, ouvindo Deus e remodelando valores.

O contentamento não está ligado à falta de condições para uma vida digna; não é
falta contínua, e sim saber esperar as circunstâncias mudarem. Contentamento
não significa falta de sonhos ou comodismo, mas paciência para dar um passo de
cada vez e sempre do tamanho da perna. É não ambicionar coisas altivas, mas
acomodar-se às humildes.


Paulo disse que sabia passar falta e também ter abundância. Tanto em uma circunstância como
em outra, precisamos saber enfrentá-las. Na falta, ele se contentava. Na
abundância ele também se contentava. O apóstolo dá a entender nestes versículos
que ele não era um esbanjador na hora que tinha sobrando e nem um murmurador na
hora em que estava faltando. Precisamos aprender estes princípios afim de
também sabermos como lidar com cada circunstância.


Ao dizer que podia todas as coisas naquele que o fortalecia, Paulo mostra que ele havia
aprendido de Deus o contentamento, e que na hora do aperto era o Senhor quem o
fortalecia de modo a suportar o que estava passando. Na vida deste homem de
Deus, a Palavra de Deus falava mais alto do que a ganância e a abafava
completamente. E devemos seguir este exemplo.


A dificuldade que temos de nos contentar não é oriunda de não ser possível viver com menos,
mas sim porque não queremos viver com menos quando vemos outros vivendo com
mais. Junto com a ganância, sempre estará caminhando de mãos dadas a inveja. É
isto mesmo! Só queremos tanto os produtos de última geração porque todo mundo
está comprando e não queremos ficar para trás. Existe em nossa carne um senso
de competitividade e disputa, e estamos sempre procurando estar por cima. A
Bíblia fala que o que nos move de maneira gananciosa em busca da maioria dos
nossos alvos é a inveja:


“Também vi eu que todo trabalho e toda destreza em obras provém da inveja que o homem tem de
seu próximo. Também isso é vaidade e desejo vão”. - Eclesiastes 4:4



O contentamento provém do quebrantamento interior. Podemos incluí-lo dentro do
domínio próprio, que é fruto do Espírito. Por outro lado, a inveja é uma obra
da carne. Não podemos deixar este mundo nos guiar e determinar o que fazemos.
Devemos dar ouvidos à Palavra e andar em obediência a ela.


NO QUE CONSISTE A VIDA

Certa ocasião Jesus foi abordado por alguém que lhe pedia ajuda quanto aos seus bens. E
embora a resposta de Jesus possa parecer grosseira, revela o aborrecimento que
lhe causamos com nossa ganância.:


“Disse-lhe alguém dentre a multidão: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a
herança.


Mas ele respondeu: Homem, quem
me constituiu a mim por juiz ou repartidor entre vós?


E disse ao povo: Acautelai-vos
de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância de
bens que ele possui”. - Lucas 12:13-15


Este homem teve uma chance de falar com Jesus e a jogou fora! A partir de então o Mestre
começa a ensinar que a busca daquilo que é material jamais levará o homem à
realização. Viver para enriquecer é insensatez, pois a vida do
homem consiste em ser rico para com Deus.


“Propôs-lhes então uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produzira com abundância;
e ele arrazoava consigo, dizendo: Que farei? Pois não tenho onde recolher os
meus frutos. Disse então: Farei isto: derribarei os meus celeiros e edificarei
outros maiores, e ali recolherei todos os meus cereais e os meus bens; e direi
à minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa,
come, bebe, regala-te. Mas Deus lhe disse: Insensato, esta noite te pedirão a
tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” - Lucas 12:15-20


Depois de declarar no que não consiste a vida do homem, o Senhor Jesus fala no que
realmente consiste:


“Assim é aquele que para si ajunta tesouros e não é rico para com Deus” - Lucas 12:21

Ser rico para com Deus! Este deve ser o alvo de cada um de nós. Não podemos permitir que a
cobiça e o materialismo roubem isto de nós. Observe outras coisas que as
Escrituras dizem a este respeito:


“porque em tudo fostes enriquecidos nele, em toda palavra e em todo conhecimento... de
maneira que nenhum dom vos falta, enquanto aguardais a manifestação de nosso
Senhor Jesus Cristo”. - I Coríntios 1:5,7


Os coríntios foram enriquecidos nas coisas de Deus! Note que não estamos falando contra ser
rico, mas contra a ganância. Contudo, deve haver em nós um anseio de enriquecer
espiritualmente, em Deus. Quando o Senhor Jesus falou com as igrejas da Ásia
por meio do apóstolo João, chamou uma igreja pobre de rica (Ap.2:9), pois era
espiritualmente rica; mas chamou uma igreja rica de pobre (Ap.3:17), pois nas
coisas de Deus eram miseráveis!


A riqueza espiritual tem que vir antes. Se o Senhor nos permitir as duas, amém. Mas se
você tiver que escolher entre uma e outra, não vacile! Prefira ser rico para
com Deus. O Diabo nos impulsiona à ganância não porque quer nos enriquecer
materialmente, mas para tentar nos afastar de Deus e nos corromper.


VALORES

Há valores maiores do que o bens e dinheiro:

“Melhor é o pouco com o temor do Senhor, do que um grande tesouro, e com ele a inquietação.

Melhor é um prato de hortaliça onde há amor, do que o boi gordo, e com ele o ódio”. - Provérbios 15:16,17


Aqui a Bíblia
está falando de valores espirituais (o temor do Senhor) e também de valores
emocionais, ou familiares (amor em vez de ódio). Tudo isto deve vir antes do
dinheiro! A ganância também lhe dirá para não dar o dízimo e nem
tampouco ofertar; tentará mostrar-lhe o “quanto” você poderia fazer com este
dinheiro. Mas a palavra de Deus diz que devemos dar e fazer prova de Deus, pois
Ele é a nossa provisão e sustento. Quem confia no Senhor vê a diferença:


“Aquele que confia nas suas riquezas cairá; mas os justos reverdecerão como a folhagem”. -
Provérbios 11:28


Já declarei que a ganância sempre caminha com a inveja, e agora quero mostrar-lhe as
conseqüências de sua decisão em esperar a hora de Deus para alcançar o que
deseja ou entregar-se à inveja por ver outros terem antes de você:


“O coração tranqüilo é a vida da carne; a inveja, porém, é a podridão dos ossos”. -
Provérbios 14:30



Diga não à ganância, e você viverá em paz e realização interior. Mas se decidir errado e
ceder à ganância, saiba desde já as conseqüências. Paulo disse a Timóteo que
essa cobiça levou muitos a desviar-se da fé e o traspassar-se a si mesmo com
muitas dores (I Tm.6:10). Deus não é contra você ter dinheiro, e sim contra a
ganância. Á medida em que você prosperar, mantenha os valores certos em seu
íntimo. Foi esta a instrução que o apóstolo Paulo pediu a seu discípulo Timóteo
para transmitir à igreja:


“Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a sua esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que
nos concede abundantemente todas as coisas para delas gozarmos; que pratiquem o
bem, que se enriqueçam de boas obras, que sejam liberais e generosos,
entesourando para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam
alcançar a verdadeira vida”. - I Timóteo 6;17-19





Autor: Luciano Subirá
avatar
Lucianocga
Forista Novato
Forista Novato

Masculino Número de Mensagens : 25
Idade : 33
Localização (Cidade/UF) : Aracaju/SE
Data de inscrição : 16/04/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: APRENDENDO O CONTENTAMENTO-Filipenses 4:13

Mensagem por gabii em Seg 5 Maio 2008 - 18:44

ai ai ai...que textinho grande né?! hihihi
avatar
gabii
Forista Golden
Forista Golden

Feminino Número de Mensagens : 1060
Idade : 24
Localização (Cidade/UF) : niteroi rj
Data de inscrição : 22/03/2008

Ver perfil do usuário http://www.assembleiadossantos.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum